WOLVERINE: IMORTAL (DUAL ÁUDIO / 720P/1080P) – 2013

THE WOLVERINE – 2013
EUA
AÇÃO – AVENTURA – FICÇÃO
DIREÇÃO: James Mangold
ROTEIRO: Mark Bomback, Scott Frank
IMDb: 6,7 https://www.imdb.com/title/tt1430132/

DUAL ÁUDIO – BRRip 720p/1080P + TRILHA SONORA

Postado por FalconNight

1+dados+do+arquivo.jpg

Formato: MKV
Qualidade: BRRip 720p H264 (1280×534) – 1080p H264 / H265 (1920×800) Dual Áudio
Tamanho: 720p H264 (2,09) – 1080p H264 (3,06) – 1080p H265 (2,58 GB)
Duração: 138 min.
Legendas: Português BR – Selecionáveis
Áudio: Português BR [5.1ch ] / Inglês [5.1ch ] – Selecionáveis
Servidor: ULOZTO e GOOGLE DRIVE (PARTE ÚNICA P/ FILME em RAR)
Crédito das Legendas 720p/1080p: legendas.tv
Crédito do Áudio Dublado: Lucas Firmo
Uploader: FalconNight

NOTA: OS ARQUIVOS FORAM COMPACTADOS USANDO-SE O PROGRAMA WinRar v5.80. SUGERIMOS A UTILIZAÇÃO DESTE MESMO PROGRAMA E VERSÃO PARA A EXTRAÇÃO DOS ARQUIVOS, A FIM DE MINIMIZAREM A OCORRÊNCIA DE ERROS.

VEJA TAMBÉM: LOGAN (DUAL ÁUDIO / 1080P) – 2017 Postado por FalconNight
VEJA TAMBÉM: DEADPOOL (DUAL ÁUDIO / 1080P) – 2016 Postado por FalconNight

ESCLARECIMENTOS SOBRE CODEC H264 e H265…

O H.264 é considerado um dos formatos mais adaptáveis e de alto nível. No entanto, já existe o que seria sua evolução, o H.265 ou High Efficiency Video Coding (HEVC). Ambos são padronizados e aprovados pelas instituições responsáveis. Ou seja, são dois padrões oficiais. Antes de falar sobre as vantagens que o H.265 adiciona na compressão de vídeo, é importante ressaltar que ambos são padrões que irão fazer com que os parceiros e fornecedores mantenham pré-requisitos idênticos. O que garante compatibilidade e mais opções para os clientes.

H.264: quais as vantagens na compressão de vídeo?

A compressão de vídeos é baseada numa tecnologia que analisa as imagens captadas dentro de quadros. É como olhar uma foto e identificar quais dados são relevantes e quais não são. Por exemplo, se há uma quantidade de quadros iguais e que não são perceptíveis, eles são descartados. Para que isso aconteça, há uma previsão que usa uma “base de comparação”. O quadro retirado é contraposto ao que serve como parâmetro e, com isso, percebe-se o que está alterado. Apenas as modificações em relação ao quadro base são mantidas. Os que apresentam os mesmos valores não são considerados na codificação, reduzindo o tamanho e quantidade de pixels.

Quando se utiliza a comparação por macroblocos, em que cada quadro é decomposto e comparado até encontrar compatibilidades ou modificações. Assim, os semelhantes são retirados, ou melhor, é mantido o quadro de referência. No H.264, são utilizados os macroblocos, com a divisão de imagem e, consequentemente, sua segmentação em mais blocos. As repetições são consideradas redundâncias e os pixels não contam dentro da compressão de vídeo. O que mudou com o H.265?

H.265: Qual A Principal Mudança?

O H.265 possui um potencial de compressão de vídeos que ultrapassa consideravelmente o H.264, utilizando menos banda e ainda assim mantendo uma entrega de qualidade. Por essa razão, consegue transmitir conteúdos de maior nível com a mesma quantidade de largura de banda que o outro utiliza para fazer igual com dados mais compactos.

Houve uma evolução na capacidade de compactação, transmissão e suporte, embora o H.265 faça uso da mesma técnica de compressão de vídeo explicada anteriormente. Os macroblocos que fazem comparações entre quadros divididos de um mesmo quadro com uma referência padrão. Então, por que é um avanço tecnológico tão relevante?

A questão-chave do H.265 é a utilização estratégica dos macroblocos. Há ainda uma compatibilização entre pixels semelhantes entre frames, mas com maior flexibilidade. Não há uma área fixa, tudo depende do tipo de imagem e da sua necessidade. Há uma maior atenção em detalhes apenas quando é preciso, o que torna a compressão de vídeo ainda maior e mais eficaz, pois reduz pixels e bytes.

No H.264, os macroblocos não ultrapassam um padrão de 16 pixels, que não são os mais adequados para determinadas situações e imagens. No H.265, há um aumento do tamanho de blocos para até 64 pixels. As áreas maiores permitem encontrar pixels iguais com um único macrobloco. No formato anterior, talvez fosse preciso de mais macroblocos. Há mais economia de banda para aplicações de sistemas de segurança e monitoramento.

8+links.jpg

ULOZ.TO
PASTA COM OS ARQUIVOS: WOLVERINE: IMORTAL

GDRIVE – 720P
PASTA COM OS ARQUIVOS: WOLVERINE: IMORTAL

GDRIVE – 1080P H264
PASTA COM OS ARQUIVOS: WOLVERINE: IMORTAL

GDRIVE – 1080P H265
PASTA COM OS ARQUIVOS: WOLVERINE: IMORTAL

TRILHA SONORA – GDRIVE (22 Músicas e 320 Kbps MP3)
THE WOLVERINE: IMORTAL (2013):  CLIQUE AQUI – Total: 59m:02s – 138 MB

SENHA: FalconNight

 

3+sinopse.jpg

Após matar Jean Grey (Famke Janssen) para salvar a humanidade por ela não conseguir controlar os poderes da Fênix, Logan (Hugh Jackman) decidiu abandonar de vez a vida de herói e passou a viver na selva, como um ermitão. Deprimido, ele é encontrado em um bar pela jovem Yukio (Rila Fukushima). Ela foi enviada a mando de seu pai adotivo, Yashida (Hal Yamanouchi), que foi salvo por Logan em Nagasaki, no Japão, na época em que a bomba atômica foi detonada. Yashima deseja reencontrar Logan para fazer-lhe uma proposta: transferir seu fator de cura para ele, de forma que Logan possa, enfim, se tornar mortal e levar uma vida como uma pessoa qualquer. Ele recusa o convite, mas acaba infectado por Víbora (Svetlana Khodchenkova), uma mutante especializada em biologia que é também imune a venenos de todo tipo. Fragilizado, Logan precisa encontrar meios para proteger Mariko (Tao Okamoto), a neta de Yashida, que é alvo tanto de seu pai, Shingen (Hiroyuki Sanada) quanto da Yakuza, a máfia japonesa.

4+elenco.jpg

Hugh Jackman – Logan
Tao Okamoto – Mariko
Rila Fukushima – Yukio
Hiroyuki Sanada – Shingen
Svetlana Khodchenkova – Viper
Brian Tee – Noburo

6+ver+todo+o+elenco.jpg

AVISO.jpg

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.