RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) – 1982

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) – 1982
Babylon River – 1982
BRASIL
COMÉDIA – DRAMA – POLICIAL
DIREÇÃO: Neville de Almeida
ROTEIRO: Ezequiel Neves, João Carlos Rodrigues (+2)
IMDb: 5,0 https://www.imdb.com/title/tt0143837/

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 CAPA

RMZ HDTV 1080p – INÉDITO RARO E EXCLUSIVO
PELA PRIMEIRA VEZ EM FULL HD – AC3 5.1ch Mod

Postado por Mandrake

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 1+dados+do+arquivo

Formato: MKV
Qualidade: HDTV 1080p (1920×1080) 16:9
Tamanho: 3.92 GB
Duração: 1 h 49 min
Legenda: S/L
Áudio: Português-BR Versão Exclusiva AC3 5.1ch Mod
Menu: Português BR 1 Capítulo (Small)
Crédito RMZ, Edição, Áudio Modificado: Mandrake
Servidor: Mega 1GDriveUloztoMega 2 (Parte Única) Compactada Winrar
RMZ Encoder Uploader: Mandrake

NOTA: Estes Arquivos foram devidamente compactados com o uso do “WinRar v5.80”.
Utilize esta mesma versão do Programa para extração correta dos arquivos sem erros.

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Intro

É hora de mais um novo Clássico Inesquecível do Cinema Nacional que desembarca no Tela de Cinema. Trata-se do Clássico “RIO BABILÔNIA” filme Raro Nacional de grande sucesso. Nossa história começa quando um funcionário de relações públicas é convidado a orientar o famoso milionário americano durante sua estadia no Rio de Janeiro. Neste curso, ele se envolve nas situações mais bizarras, de mega-festas orgias, ménages sexy-a-trois a confrontos com a polícia, reuniões com traficantes e estrelas de cinema, enfrentando corrupção e até assassinato. Gravado em “HDTV 1080i”, editado e convertido posteriormente em “HDTV 1080P”, encoder de altíssima qualidade, este é mais um grande Sucesso do Cinema Nacional, que você encontra aqui com exclusividade unica, pela Primeira vez em “Full HD” e sem Lags, no Tela de Cinema. Vale apena conferir.

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Projeto

Sobre o Projeto deste Filme, não houve necessidade de Remasterização, pois apresenta uma boa Imagem de excelente definição. Efetuei alguns ajustes padrões essenciais no HDR e alguns outros melhoramentos de qualidade para conversão de “HDTV 1080i” para Encode final do “HDTV 1080P”. Criei 3 Camadas e mais duas Texturas para efetuar pequenas correções. E para quem possui a opção de ativar o HDR, terá cores ainda mais autenticas. Já o resto fica por conta da minha “RTX 2070” e do meu Editor “Davince Resolve Pro”. Encode” criado em tamanho Único. O áudio apesar de possuir  uma boa qualidade, editei, Remasterizei, reduzi o chiado, normalizei o volume ao máximo, apliquei mais graves e agudos, atenuei a reverberação e criei efeito surround. E por fim criei o Áudio Dolby (AC3) 5.1ch Mod final de excelente qualidade. Está pronto mais um Projeto. Vamos começar logo abaixo, com a “Descrição Completa do Filme”, Info e Media Info do Filme, logo após “Previews”, Trailer Personalizado, na sequência, Descrição do Filme, Link’s , Lista de Servidores, Críticas, Curiosidades, Screenshots, Premiações, Elenco Completo, Ficha Técnica Completa, etc.
 
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
▂ ▃ ▄ ▅ ▆ ▇LEIA A DESCRIÇÃO DO FILME▇ ▆ ▅ ▄ ▃ ▂

INFO
MEDIA INFO

Geral

UniqueID/String : 32665191811057313449437608951706173621 (0x1893164C8028883004515DA73DFE40B5)
Nome completo : G:\Filmes\Dual 2\Rio Babilônia 1982 HDR HDTV 1080p by Mandrake AC3 5.1 (Nacional).mkv
Formato : Matroska
Versão do Formato : Version 4
Tamanho do arquivo : 3.92 GiB
Duração : 1 h 49 min
Taxa de Bits Total : 5 138 kb/s
Nome do Vídeo : Rio Babilônia 1982 by Mandrake
Data da codificação : UTC 2019-12-20 23:31:13
Programa usado : mkvmerge v41.0.0 (‘Smarra’) 64-bit
Biblioteca usada : libebml v1.3.9 + libmatroska v1.5.2
Capa : Yes
Attachments : cover.png

Vídeo

ID : 1
Formato : AVC
Formato/Informações : Advanced Video Codec
Perfil do Formato : High@L5.1
Conf. do Formato : CABAC / 4 Ref Frames
Conf do Formato, CABAC : Sim
Conf do Formato, Quadros de Ref. : 4 quadros
Format_Settings_GOP : M=1, N=15
ID do Codec : V_MPEG4/ISO/AVC
Duração : 1 h 49 min
Taxa de bits : 4 497 kb/s
Largura : 1 920 pixels
Altura : 1 080 pixels
Proporção da imagem : 16:9
Modo de taxa de quadros : Constante
Taxa de quadros : 29.970 (30000/1001) FPS
ColorSpace : YUV
ChromaSubsampling/String : 4:2:0
BitDepth/String : 8 bits
Tipo de Scan : Progressivo
Bits/(Pixels*Quadros) : 0.072
Tamanho da Faixa : 3.42 GiB (87%)
Título : Rio Babilônia 1982 by Mandrake
Biblioteca usada : x264 core 157 r2935 545de2f core 345 core 144 boot x265 head
Configurações de codificação : cabac=1 / ref=5 / deblock=1:0:0 / analyse=0x3:0x113 / me=umh / subme=9 / psy=1 / psy_rd=1.00:0.00 / mixed_ref=1 / me_range=16 / chroma_me=1 / trellis=2 / 8x8dct=1 / cqm=0 / deadzone=21,11 / fast_pskip=1 / chroma_qp_offset=-4 / threads=32 / vgamanufacture=galax vgamodel=27NSL6HPZ7MN / gpucudacore=2304 / gputhreads=218x1028cf / gpuclock=1620 / gpuclockoc=1665 / vramclock=on / vram=8gb / vramspec=gddr6 / vramspeedclock=14gbps / gpuramhead=on / ssdcachehead=on / ssdcache=0x384c / ssdcache=0x384c / rammemohead=on / cpuramhead=on / lookahead_threads=2 / sliced_threads=0 / nr=0 / decimate=1 / interlaced=0 / bluray_compat=0 / constrained_intra=0 / bframes=8 / b_pyramid=2 / b_adapt=2 / b_bias=0 / direct=2 / weightb=1 / open_gop=0 / weightp=2 / keyint=300 / keyint_min=30 / scenecut=40 / intra_refresh=0 / rc_lookahead=60 / rc=abr / mbtree=1 / bitrate=5500 / ratetol=1.0 / qcomp=0.60 / qpmin=0 / qpmax=69 / qpstep=4 / vbv_maxrate=62500 / vbv_bufsize=78125 / nal_hrd=none / filler=0 / ip_ratio=1.40 / aq=1:1.00
Idioma : Português
Default : Sim
Forced : Não
colour_range : Limited
colour_primaries : BT.709
transfer_characteristics : BT.709
matrix_coefficients : BT.709

Áudio

ID : 2
Formato : AC-3
Formato/Informações : Audio Coding 3
Format_Commercial_IfAny : Dolby Digital
ID do Codec : A_AC3
Duração : 1 h 49 min
Modo da taxa de bits : Constante
Taxa de bits : 640 kb/s
Nº de canais : 6 canais
ChannelLayout : L R C LFE Ls Rs
Taxa de amostragem : 48.0 kHz
Taxa de quadros : 31.250 FPS (1536 SPF)
Tamanho da Faixa : 499 MiB (12%)
Título : Português AC3 5.1 Mod by Mandrake
Idioma : Português
ServiceKind/String : Complete Main
Default : Sim
Forced : Não

Menu

00:00:00.000 : pt: Rio Babilonia 1982 by Mandrake

…..:::RIO BABILÔNIA, 1982:::….. É MAIS UM GRANDE CLÁSSICO EXCLUSIVO, INÉDITO E RARO DO NOSSO CINEMA NACIONAL… DO DIRETOR “Neville de Almeida” COM ROTEIRO DE “Ezequiel Neves, João Carlos Rodrigues” dentre outros. JUNTO A GRANDE ELENCO… PELA PRIMEIRA VEZ EM FULL HD, FEITO UNICAMENTE E EXCLUSIVAMENTE PARA O TELA DE CINEMA… ESTE GRANDE CLÁSSICO, É MAIS UMA “VERSÃO INÉDITA, RARISSÍMA E EXCLUSIVA”. GRAVADO EM HDTV REAL DE ALTÍSSIMA QUALIDADE DE IMAGEM E ÁUDIO. É MAIS UM GRANDE SUCESSO DESTE ÍCONE DO CINEMA NACIONAL, QUE VOCÊ ENCONTRA JUNTO AO MEU PROJETO EXCLUSIVO SOMENTE AQUI NO “TELA DE CINEMA” COM ESTA QUALIDADE DE SEMPRE. RECOMENDO!!! BOM FILME A TODOS!!! ABS… MANDRAKE

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Preview

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 01
───══✮ PREVIEW “HDTV” 1080i VERSÃO ORIGINAL✮══───
 
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 02
───══✮ PREVIEW “HDTV” 1080P VERSÃO FINAL✮══───

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Trailer

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Descri

– SOBRE O VÍDEO:
Versão Média – 1920×1080 – x264 – AVC – 16:9 – 29.970 FPS – High@5.1 – 4497 KBPS
Áudio: Português-BR Versão Exclusiva Editada AC3 5.1ch Mod 48.0 kHz 640 kbps
Capítulos: Menu Português BR (1 Capítulo) Small
– SOBRE O FILME:
Encode HDTV Remasterizado
Encode criado em Tamanho Único
Fonte
(Canal Brasil / Tv Paga)
Criado Spoiler Info (Descrições Parciais)
Criado Spoiler Media Info (Descrições Completas)
Criado Preview HDTV 1080i e 1080P Remasterizado
Criado Trailer Personalizado
Excelente Qualidade de Imagem
Seleção das melhores imagens para esta Postagem…
– SOBRE O ÁUDIO:
RMZ Áudio Português
Áudio Editado, Restaurado
Criado Áudio AC3 5.1ch Mod Final Resync
Áudios no formato AC3 5.1ch Mod
Qualidade: Áudio Principal 5.1ch Mod 48 kHz 640 kbps
– LISTA DE SERVIDORES:
Servidores Disponíveis Online para Download
Mega 1GDriveUloztoMega 2
Escolha o Servidor abaixo de sua Preferência

Ótimo Filme a todos!!!

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Mandrake1a Mandrake

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 8+links

RIO BABILÔNIA 1982 (1920 X 1080) 16:9 AC3 5.1 – 3.92 GB

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Button_megaRIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Button_google-drive1RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Button_ulozto-netRIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Button_mega%2B%25281%2529
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Clique1RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Clique2RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Clique3RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Clique1

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Senha

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 3+sinopse

Um Jornalista é convidado a acompanhar um traficante internacional de ouro em sua estadia no Rio de Janeiro, e começa a investigar sua vida. Eles acabam passando por diversas situações na cidade, desde muitas festas até confrontos com a Polícia.

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Criticas

Sete últimos dias do ano, Rio de Janeiro. A beleza e a grandiosidade da cidade em vista aérea. Crianças da favela descem o morro para roubarem as sobras dos habitantes privilegiados. Marciano nos conduz pela cidade; típico carioca, sobrevive de eventuais trabalhos. No momento, como guia turístico acompanha Dr. Liberato, apelidado Mr. Gold, um contrabandista de ouro que volta ao país. Vera Moreira é uma jornalista corajosa que tem informações contra Mr. Gold e por isso corre perigo. Vera e Marciano se conhecem e ela o faz cúmplice do seu projeto de denunciar Liberato. Marciano também acompanha Linda Lamar, estrela internacional em busca do exotismo do país. Ela se apaixona por Bira, passista de uma escola de samba. Festejos de fim de ano. Cláudia e Eduardo oferecem uma festa extravagante. Bebida, droga e erotismo, se misturam a um assalto. Marciano amanhece o dia na praia. O sol começa a nascer.
 
“Rio Babilônia” é um razoável filme nacional.  Realizado pelo cineasta Neville de Almeida, que também participa da elaboração do roteiro, o filme narra a história de uma jornalista e sua luta para colocar um famoso contrabandista na cadeia.
 
Partindo de um razoável roteiro, Neville consegue realizar um bom trabalho.  O filme conta ainda com um ótimo design de produção e com um elenco de primeira grandeza, onde se destacam as atuações de Christiane Torloni e Jardel Filho.
 
O documentário, que refaz a polêmica trajetória do diretor de “Matou a família e foi ao cinema” e “Os sete gatinhos”, revela ainda que Jardel Filho chegou a filmar depois de tomar um porre (e ainda perguntou ao diretor: “tem certeza que isso é arte?”). Outro momento explica a demissão de Chico Diaz do elenco do filme “Navalha na carne”, estrelado por Vera Fischer em 1997. O ator se recusava a viver um gay mais afeminado, sendo substituído de última hora por Carlos Loffler.
 
Lançado em 1982, o filme “Rio Babilônia” tem a cena de sexo mais famosa e comentada do cinema nacional. Os personagens de Denise Dumont, Joel Barcellos e Pedro Aguinaga transam ao amanhecer na piscina de uma mansão. A sequência não impactou apenas o público, mas também os atores em cena. Teve quem confundisse ficção com realidade.
 
É segundo o que revela Denise em entrevista ao documentário “Neville D’Almeida – Cronista da beleza e do caos”, dirigido por Mario Abbade e que está em cartaz nos cinemas. Denise Dumont surpreendentemente revela que foi ali que ela se apaixonou pelo ator Joel Barcellos, destruindo o que casamento que tinha com o escritor e autor de novelas “Euclydes Marinho”.
 
Neville D´Almeida foi muito corajoso, quando trouxe um filme tão polemico onde Um turista é guiado pela noite carioca e fica louco com um universo cheio de liberdade, libertinagem e despudor. O longa traz uma cena de ménage à trois real em plena piscina. Tudo isso, vale destacar, em plena Ditadura Militar.
 
Quando “Rio Babilônia”, de Neville d’Almeida, saiu em 1982, o filme foi criticado pelo excesso de cenas de sexo, o que o fez ser vinculado ao universo das pornochanchadas. A ser exibida na mostra “Neville d’Almeida – Cronista da Beleza e do Caos”, que vai começar amanhã e seguirá em cartaz até 15 de outubro no Cine Humberto Mauro, com outras produções desse diretor, a obra é emblemática do lugar ambíguo que ele passou a ocupar desde então.
 
Criticados por uns e aclamados por outros, os trabalhos de Neville poderão ser revisitados em sessões comentadas. A ideia é justamente colocar em discussão perspectivas sobre o legado do cineasta que, de acordo com Mário Abbade, curador do projeto, ainda é muito mal compreendido. “Ele fez ‘Rio Babilônia’, um filme que foi acusado de apresentar uma versão deturpada da cidade, feita para chocar e ganhar dinheiro, mas que anos depois parece ser premonitório do que está acontecendo no Rio de Janeiro hoje. O tráfico de drogas, os problemas com a política, os arrastões estão todos lá em ‘Rio Babilônia’”, pontua o crítico.
 
Rio Babilônia(1982, dirigido por Neville de Almeida) é sem sombra de dúvidas o melhor filme que o cinema nacional produziu na era da pornochanchada.  Muitos acreditam que o filme não passa de um amontoado de cenas pornográficas que fazem uma ode à sacanagem, porém essas pessoas se esquecem que existe uma história intrigante entre uma e outra cena imoral.
 
A história é riquíssima em personagens caricatos pouco explorados e existe uma fortíssima crítica social embutida no filme, que é despercebida devido o pesado recheio pornográfico que há durante todo o filme. O vocabulário dos personagens é tão rasteiro e permeados por palavrões que deixaria qualquer filme atual baseado na obra de Shakeaspeare.
 
Primeiro, para entender Rio Babilônia é preciso ter vivido o Rio babilônico de festas, drogas e orgias. O filme é um 3×4 de um Rio mergulhado numa latente subcultura da cocaína e promiscuidade em franca emergência nos anos 80. O Rio oitentista era um retrato da abertura política, mas a verdadeira abertura que a sociedade carioca estava experimentando era a abertura sexual.
 
Rio Babilônia faz alusão ao pervertido e inepto império babilônico. Babilônia em muitas línguas do oriente significa lugar para a confusão. No Rio babilônico não há  regras, não há moral, não há limites, não há censuras, não há ética, não há princípios e não há valores. O Rio babilônico era um palco perfeito para todo o tipo de perversão dos bons costumes da época. O sexo quase explícito mostrado no filme é adocicado pelas marcas registradas do Rio de Janeiro, ou seja, pelo sol intenso, pelo suor, pela cocaína, pela cerveja e pelas bundas.
 
Com o advento das discotecas e com a chegada de drogas ainda mais pesadas, o cenário estava armado para a criação de uma cidade amoral num contexto pré-AIDS. Como o HIV não estava difundido não havia o hábito de usar preservativos como existe hoje. Logo, o sexo livre e a sacanagem não precisavam de um pretexto ou de uma motivação para acontecer dentro das altas rodas da juventude carioca, que podia estar reprimida politicamente, porém estava gozando de uma enorme liberdade quando o assunto era o sexo proibido. É bom levar em consideração que na época a camisinha de látex ainda não tinha chegado no mercado e que a camisinha de borracha era bastante desconfortável. Em função disso, o sexo livre do Rio babilônico também se tornou um sexo sem proteção.
 
Os personagens de Rio Babilônia têm a alma e o perfil da malandragem brasileira. No filme, toda a sacanagem é mostrada de uma forma bizarra e até meio sinistra. Tudo parece estar fora do seu verdadeiro lugar. Parece que a intenção da produção é chocar o máximo possível os telespectadores com o maior número possível de coisas que possam causar estranheza. A primeira coisa bizarra do filme é o próprio protagonista interpretado por Joel Barcellos, que mesmo sendo um cara horroroso faz papel de galã comedor no filme.
 
Joel Barcellos vive Marciano, um profissional de uma agência de turismo, encarregado de assessorar os visitantes que chegam ao Rio. O filme começa quando Marciano retorna ao Brasil para recepcionar um cliente e se depara com um Rio de Janeiro “novo”, marcado pelas belezas naturais e que teima em esconder as suas mazelas. Marciano até pelo nome demonstra que é um personagem vindo de fora e que vai tentar se aproveitar do lugar em que acabou de chegar. É pelo olhar de Marciano, um brasileiro comum, que a grande aventura vai ser vista passando pelo submundo do sexo promíscuo e das festas sem lei impetradas por pessoas da alta sociedade carioca.
 
Um dos clientes de Marciano é o Dr. Liberato (Jardel Filho), recém-chegado ao Brasil após muitos anos no exterior. O Dr. Liberato é o símbolo da corrupção impregnada na elite brasileira. Dr. Liberato é um nome que mostra como o personagem está liberado para fazer qualquer coisa para conseguir o que quer, até mesmo matar se for preciso. Liberato é a máscara dos poderosos brasileiros que sempre conseguem roubar a todos e sair impunes no final, parecendo que são mais inocentes do que aqueles que enganam.
 
Christiane Torloni é Vera Moreira, a “intrépida repórter que pratica o famigerado jornalismo investigativo” e investiga a denúncia de contrabando de ouro praticado pelas fazendas do Dr.Liberato. O ouro talvez tenha sido introduzido na história graças a descoberta das jazidas de ouro de Serra Pelada, que fizeram com que o ouro retornasse ao imaginário popular com força. O ouro simboliza mais do que tudo a riqueza e a ostentação.
 
A história no início parece que vai abordar o tráfico de ouro e a investigação ligando o Dr. Liberato, Marciano e a jornalista Vera Moreira numa trama policial cheia de intrigas e de suspense. No entanto, essa situação bizarra e infundada parece que só serve de pretexto para várias cenas gratuitas de sexo quase explícito que permeiam todo o filme. O nu do filme faz uma analogia fiel à sociedade da época. O filme estava desnudando através da história  o que estava escondido no cotidiano daqueles dias.
 
A história mostra Marciano e Vera, mesmo estando de lados opostos naquela situação, se unindo e fazendo amor em nome da paixão, mostrando como os opostos se atraem e como o amor pode surgir nas mais estranhas situações. Infelizmente, Vera vai “longe demais” na sua investigação e acaba sendo pêga pelos jagunços do Dr. Liberato. A partir daí Marciano continua a sua vida de experimentação nas festas da alta roda da sociedade carioca.
 
Numa marcante cena, o filme mostra dois homens, sendo um deles Marciano, sensualizando com uma mulher(Denise Dumont) numa piscina. É bom levar em consideração que Marciano consegue seduzir nessa cena os dois integrantes do casal, demonstrando uma intensa crítica à própria fidelidade monogâmica. A cena desnuda a realidade com o nu de seus atores e mostra como a nossa sociedade estava mergulhada numa fonte de lascívia sem fim. A piscina é um rio- de janeiro- onde toda a devassidão toma forma.
 
Em determinado momento, chega uma atriz “estrangeira” e ela se encanta com o belo e cheio de negritude sambista interpretado por Antônio Pitanga. O filme expõe a malandragem do sambista em conseguir conquistar a atriz sem ao menos falar uma palavra do idioma inglês. Nessa cena o diretor deve ter tido a intenção de mostrar como o jeitinho brasileiro é capaz de transpor as barreiras linguísticas e culturais para então, dar vantagem a quem o emprega.
 
Há uma situação icônica no filme onde várias mulheres são leilôadas para homens numa casa de prostituição. Essa cena mostra como a sexualidade das pessoas perdeu o valor e passou a ter um valor financeiro maior do que o valor sentimental. O filme nessa cena expõe como as mulheres se tornaram objetos sexuais a partir da revolução sexual. A intimidade passou a ser definida de acordo com o volume de pedaços de papel que têm poder de compra. Os princípios se foram e só sobraram a amoralidade e a vontade de sentir prazer. Os personagens não demonstram nenhum tipo de conflito existencial ou põe a mão na consciência para avaliar o que estão fazendo. Eles apenas comem, dormem e transam, ou seja, são o retrato de uma geração materialista.

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 9

Famosa na década de 1980, a atriz Denise Dumont revelou ter se apaixonado por outro ator durante uma tomada do filme Rio Babilônia (1982), que tem uma das cenas de sexo mais famosas e repercutidas do cinema brasileiro. Nela, Denise, Pedro Aguinaga e Joel Barcellos – atores da época – transam na piscina de uma mansão durante o amanhecer.
 
As imagens do filme foram consideradas tão perfeitas que, na época em que o filme foi ao ar, vários telespectadores chegaram a confundir a ficção com a realidade. Denise revelou a paixão durante entrevista para o documentário Neville D’Almeida – Cronista da Beleza e do Caos. A atriz contou que, após a gravação, se apaixonou pelo ator João Barcellos, com quem contracenou. Isso acabou gerando o término do seu casamento com o autor de novelas Euclydes Marinho.
 
A sinopse que havia sido feita pela censura está errada. Quem morre em um acidente aéreo é a jornalista Vera Moreira.
 
Filmado nas favelas de verdade na colina da Babilônia, logo atrás da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.
 
Este foi o Filme Final Final de Jardel Filho.

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Screnn

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B00
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B01
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B02
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B03
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B04
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B05
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B06
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B07
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B08
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B09
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B10
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B11
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B12
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B13
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B14
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B15
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B16
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B17
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B18
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B19
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B20
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B21
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B22
RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Rio%2B23

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 10 RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 Oscarbra

INDICAÇÕES

Festival de Filmes de Gramado 1983
Indicado ao Golden Kikito
Melhor Filme
Neville de Almeida

PREMIAÇÕES

Festival de Filmes de Gramado 1983
Vencedor do Golden Kikito
Melhor Cenografia e Figurinos
Yurika Yamasaki
Liège Monteiro

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 4+elenco

# Jardel Filho….Liberato (Mr.Gold)
# Christiane Torloni…..Vera Moreira
# Joel Barcellos………………Marciano
# Denise Dumont………………..Cláudia
# Norma Bengell……….Madame Solange
# Zenaide Pereira……….Dança das cobras
# Pat Cleveland………………Linda Lamar
# Paulo Villaça…………………….Dante
# Pedro Aguinaga…………….Eduardo
# Tânia Boscoli……………….Regina
# Antônio Pitanga……………..Bira

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 5

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 5+ficha+t%C3%A9cnica

# País…………………….Brasil
# Música……..Guto Graça Mello
# Fotografia………..Edson Santos
# Edição……….Marco Antonio Cury
# Figurino…………………Hélio Braga
# Maquiagem……………..Tony Forster
# Direção de Arte……..Yurika Yamasaki
# Produção…………..Carlos Alberto Diniz
# Produtora………………………Embrafilme
# Distribuidora…………………….Embrafilme

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 7

RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) - 1982 AVISO

27 comentários para RIO BABILÔNIA (HDTV/1080P/NACIONAL) – 1982

  • Marcosmika  DISSE:

    Mais uma maravilha do querido Mandrake

    • Mandrake  DISSE:

      Marcosmika
      Olá bom dia amigo!!
      Obrigado…
      Feliz Natal a vc e sua família…

  • Clint  DISSE:

    Muito obrigado pelo presente,amigo Mandrake. Bom natal e ótimo ano novo para você.

    • Mandrake  DISSE:

      Clint bom dia!!
      Muito obrigado amigo!!
      Feliz natal a vc e sua família…

  • Gilson Carneiro Dias  DISSE:

    Show Mandrake, sempre com novidades, é exatamente isso que torna o Tela único e um patrimônio nacional, um dia irão entender isto.

    • Mandrake  DISSE:

      Gilson Carneiro Dias
      Verdade amigo, o Tela de Cinema é o maior e melhor site único de filmes clássicos..
      E detalhe, sem nenhum fins lucrativos!!
      valeu amigo, obrigado!

  • Claudiomar BR  DISSE:
    • Mandrake  DISSE:

      Claudiomar BR
      O que houve? Não consigo ver seu Comentário…
      Mesmo assim agradeço!! Obrigado!!

      • Claudiomar BR  DISSE:

        Eu não sei, acho que deve ser algum tipo de bug, vim agradecer e quando postei ficou assim

        • Mandrake  DISSE:

          Claudiomar BR boa tarde!!
          Ah sim amigo entendi…
          Obrigado!!

  • Praxinoscopio  DISSE:

    Bloqueado pelo Google Drive. Ainda bem que temos mais opções. Valeu, Mandrake, o Mago das HDTVs.

    • Mandrake  DISSE:

      Praxinoscopio boa tarde!!
      Vish já? Deve ser muita gente acessando..
      Mais tem o Mega e o Ulozto, já tentou?
      GDrive depois desbloqueia.
      Feliz Natal a vc e sua família…
      Obrigado!!!

      • Praxinoscopio  DISSE:

        Baixei pelo Ulozto, mesmo sendo mais lento, é ainda um dos melhores.

        • Mandrake  DISSE:

          Praxinoscopio
          Antes ele era mais rápido no Free..
          Agora também é limitado.
          Embora não tanto quanto aos outros.
          Obrigado amigo!!
          Boa tarde!!

  • Saci  DISSE:

    Valeu Mandrake, Tava Sentindo Falta dos Seus Posts, Bom Trabalho

    • Mandrake  DISSE:

      Saci boa tarde!!
      Pois é o site ultimamente anda muito instável..
      Mais acredito que em breve deva normalizar
      Valeu, obrigado!!

  • Wagner S.  DISSE:

    Pessoal, sobre esse bloqueio do arquivo no google drive por muitos acessos e tal, vou explicar como consigo burlar aqui:
    Adiciono o arquivo para minha conta do google drive;
    Crio uma pasta e jogo o arquivo dentro;
    Coloco para fazer o download da pasta;
    O arquivo será compactado (o processo de compactação às vezes demora) e no fim da compactação o download estará disponível.
    Se você tiver acesso ao link da pasta onde o arquivo se encontra, nem é preciso adicioná-lo a sua conta. Basta solicitar o download da pasta.
    Não sei se vai dar certo com vocês, mas nas vezes que precisei baixar um arquivo e ele estava nessa situação de bloqueio por muitos downloads, foi assim que consegui baixar.

    • Mandrake  DISSE:

      Wagner S.
      Tem o Mega e o Ulozto…
      O GDrive é bloqueio temporário.
      Espero ter ajudado!!

  • gustavobroda  DISSE:

    Já estava com saudade dos seus lançamentos nacionais Mandrake, eles fazem muita falta. Muito obrigado 🙂

  • Colecionador de Cenas  DISSE:

    Filme extremamente necessário ser visto nos dias de hoje. Mostra um Brasil de uma época em que a maioria dos jovens não têm a mínima ideia de como era. Hoje não se faria um filme assim dessa forma, teria muitos “filtros”.

    • Mandrake  DISSE:

      Colecionador de Cenas
      É bem verdade…
      Principalmente com cenas reais…
      Valeu obrigado!!

  • Carter  DISSE:

    Valeu Mandrake.

  • digao2017  DISSE:

    mandrake valeu pela relíquia , ótima postagem tinha até num comentario que eu estava em busca desse filme ,agora na expectativa pelo filme as aventuras de um paraíba 1982 e terror e extase 1979 nessa qualidade

  • carmen  DISSE:

    Nao estou conseguindo abrir a pasta,esta constando senha errada.

  • boy_do_MT  DISSE:

    Parabéns Mandrake pelo seu trabalho e ter disponibilizado mais essa preciosidade do cineasta Neville D´Almeida. Oxalá os filmes dele sejam lançados em bluray, etc, já que estava ano passado comemorando careira dele de cineasta e do lançamento do documentário que trata da vida dele. A propósito, vc conseguiu gravar o documentário sobre a vida dele e que foi exibido no Canal Brasil ano passado? Se sim, poderia dizer.

PARTICIPE DA DISCUSSÃO, MAS ANTES DE COMENTAR CLIQUE AQUI E LEIA NOSSAS REGRAS DE COMENTÁRIOS. Saiba que todos os comentários são moderados, nós nos reservamos o direto de publicá-los ou não. É proibido divulgar endereço de sites, blogs, fóruns que não sejam de parceiros ou de colaboradores do Tela de Cinema. Nós não permitimos a publicação de links de arquivos nos comentários, para colaborar acesse o menu do blog e procure pela opção COLABORE CONOSCO, ou clique aqui. Nós não recomendamos a divulgação de emails nos comentários, faça isso por sua conta e próprio risco.